Como prevenir-se contra recaídas do AVC?
Aqui você fica sabendo sobre como prevenir-se contra recaídas do AVC. Entenda como acontece, o melhor meio de evitar e as consequências deste trauma na vida das pessoas.

Se você já passou por isto ou um familiar ou é um (a) cuidador (a) de pessoa afetada por este ataque cerebral, fique atento pois neste post você vai compreender como evitar passar por um outro AVC em sua vida.

AVC – Um trauma cerebral

Um AVC é um trauma que afeta a vida de muitas pessoas. Ele causa danos que podem prejudicar as células cerebrais ou desativá-las.

Para cada pessoa o AVC acontece de um jeito diferente. Em algumas pessoas os sintomas são leves. Afetam menos o cérebro, deixando pouca ou nenhuma sequela. Em outras podem causar sérias consequências, deixando graves e permanentes sequelas.
A primeira atitude quando se suspeita de um AVC, é buscar ajuda médica. Muitas vezes, ocorre um AVC de pequenas proporções como o AIT (Acidente Vascular Transitório), mesmo assim necessita de cuidados médicos urgente. Mas é preciso evitar a recaída do AVC. O importante é não deixar ele voltar.

Por isto…Previna-se contra recaídas do AVC?

É preciso muito cuidado para evitar a ocorrência de outro AVC. Algumas medidas de prevenção contra prováveis recaídas do AVC, são necessárias. Muitas vezes é preciso uma mudança no estilo de vida. Mas sempre é válido quando se trata de preservar a saúde.

Observe as formas de evitar uma recaída do AVC

A recaída de um AVC é possível principalmente quando a pessoa está dentro do quadro de risco.

Constituem fatores de risco: o tabagismo, hipertensão arterial, colesterol alto, diabetes, problemas cardíacos e outros. Devido a isto para evitar a ocorrência de um outro AVC é aconselhável:

Manter a pressão arterial dentro dos níveis normais. Nem alta, nem baixa demais. A pressão deve ser medida regularmente.
Se o paciente é fumante deve deixar o cigarro o mais breve possível, pois pesquisas afirmam que o tabagismo é um grande risco para quem passou por um AVC.

Também é importante manter sob controle o colesterol e cuidar da Diabetes. Não descuidar da dieta e não esquecer os remédios é uma boa medida.
Alimentar-se de forma nutritiva e equilibrada conforme o estado de saúde, sem fugir às orientações nutricionais.
Praticar alguma atividade física orientada por profissional.
Evitar bebidas alcoólicas.
Seguir cuidadosamente o tratamento sem esquecer os remédios.
Mudar o estilo de vida caso necessário.
É isto que acontece quando uma pessoa tem um AVC (Acidente Vascular Cerebral).
O fluxo de sangue é impedido de chegar a alguma parte do cérebro ou algum vaso sanguíneo se rompe.

Isto faz com que os neurônios não recebam oxigênio e assim eles ficam danificados ou morrem provocando uma lesão cerebral. O AVC ocorre repentinamente e os efeitos que causa são imediatos.

Uma lesão cerebral afeta o funcionamento normal do corpo, já que é o cérebro quem comanda todo o organismo. Sendo assim um AVC pode prejudicar tanto as funções físicas, próprias dos movimentos dos membros, como as funções mentais e cognitivas que envolvem a percepção, a linguagem, as sensações, a forma como aprendemos, memória, etc.

O AVC pode acontecer de duas formas, isto é existem dois tipos:

AVC Isquêmico – Acontece quando o sangue que está indo para o cérebro é bloqueado por um coágulo que obstrui a artéria impedindo o sangue de passar.

AVC Hemorrágico – É um derrame. Um vaso sanguíneo se rompe levando a uma hemorragia no cérebro.

Conforme a OMS (Organização Mundial de Saúde) cinco milhões de pessoas no mundo, anualmente são vítimas fatais de AVC. No Brasil, 100 mil pessoas por ano, morrem devido a esta patologia e de cada seis brasileiros, um está sujeito a passar por esta doença.

Texto de Batista em:  http://bemestarevidasaudavel.com.br/como-prevenir-se-contra-recaidas-do-avc/