Clima afeta o risco de AVC

2 min - Tempo de leitura

amavc4Entre os fatores de risco clássicos que sabidamente desencadeiam AVCs estão, por exemplo, a hipertensão e o tabagismo. Agora, cientistas dos EUA descobriram que o clima também pode afetar a probabilidade desses eventos. O estudo foi apresentado na “Conferência Internacional do AVC de 2014” da American Heart Association, em San Diego.

Pesquisadores da Universidade de Yale em New Haven (Connecticut) analisaram dados de uma amostra significativa dos EUA que incluiu 134.510 pessoas com mais de 18 anos hospitalizadas entre 2009 e 2010 por isquemia cerebral. Depois, eles compararam esses dados com os registros climáticos.

O estudo revelou que mudanças mais amplas de temperatura ao longo do dia e um ponto de orvalho mais alto estavam associados a índices de risco para AVC mais altos. Entretanto, isso não afetou o risco de mortalidade.

Temperaturas anuais mais baixas também aumentaram o risco de AVC. Com cada grau Fahrenheit adicional na temperatura média, a probabilidade de hospitalização por AVC caiu 0,86% e o risco de morte, 1,1%.

Fatores meteorológicos podem servir como estressores que aumentam o risco de AVC, disse a autora do estudo, Judith H. Lichtman. Ela recomendou que as pessoas que já apresentam risco evitem, portanto, exposição a mudanças significativas de temperatura e altos níveis de umidade.

Fonte e Imagens: Univadis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.