Estatísticas apontam que uma a cada três pessoas que tiveram AVC tem chance de recorrência em 40%.
O estudo foi publicado neste mês de agosto no New England Journal of Medicine, mais importante publicação do gênero, e teve a participação do Dr. Kowacs, que se dedica aos estudos com medicamentos há mais de 30 anos. Ao todo, 11 mil pacientes foram avaliados, em diversos locais do mundo. “Os cardiologistas já fazem essa associação de medicamentos há muitos anos, mas agora foi estudada para AVC porque reduz a capacidade de agregação do sangue e a formação de coágulos”, comenta.

Para saber mais, acesse o link: https://www.abneuro.org.br/post/nova-combina%C3%A7%C3%A3o-de-medicamentos-surge-para-prevenir-segundo-avc