Ataque isquêmico transitório pode indicar risco de paciente ter AVC

1 min - Tempo de leitura

O corpo pode dar sinais de quando algo está para acontecer – no caso de um AVC, por exemplo, existe uma condição de alerta chamada ataque isquêmico transitório (AIT), que exige a mesma urgência no atendimento.

Segundo o neurologista Alexandre Pieri, até 20% dos casos de AVC são precedidos por um ataque isquêmico transitório e, por isso, ele pode funcionar como um “aviso pré-derrame”.Dr. Alexandre Cruzeiro - Ataque Isquêmico Transitório

Quando o paciente sofre esse problema, é porque uma artéria que leva sangue para o cérebro entope. Com isso, podem surgir sintomas como fraqueza em um dos braços ou uma das pernas, dormência em um lado do corpo, fala enrolada ou perda repentina da visão de um dos olhos. Esses sintomas são parecidos ao de um AVC, mas devem durar no máximo 24 horas e, por isso, muita gente não dá importância. O paciente geralmente só se preocupa quando já ocorreu o derrame e, nesse caso, pode ser tarde demais por causa do risco de sequelas. Portanto, saber reconhecer os sintomas de um AIT é importante para ir imediatamente ao médico e prevenir um AVC.

 

Fonte: g1.globo.com/bemestar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.